Em Juiz de Fora, MG, feira mostra modernidade no ramo dos laticínios

São mais de 300 estandes, com 130 empresas nacionais e estrangeiras. A expectativa é que 12 mil visitantes entre empresários, produtores e estudantes passem pela feira que deve movimentar quase R$ 200 milhões.
São muitos produtos, tecnologias e novidades ligadas ao setor de laticínios.
Entre elas, uma máquina de envase de requeijão, iogurte, manteiga e doces envolve uma tecnologia nova: a chamada concepção mecânica, que garante baixa manutenção e custo operacional. Além disso, ozônio e raios ultravioletas fazem a desinfecção da embalagem.
Outra novidade deste ano é a miniusina que reproduz o funcionamento de uma indústria de lácteos, desde a análise da matéria-prima até a distribuição. Ela funciona também como um incentivo para o pequeno produtor. Uma delas, por exemplo, produz iogurtes, bebidas lácteas e queijos e custa em torno de R$ 50 mil.
Entre doces, queijos, iogurtes e requeijões são mais de 600 produtos vindos de 63 empresas, representadas por 15 estados.